Relendo Poulantzas à luz de uma crítica ao valor: materialidade, condensação e a dupla natureza do Estado

Rômulo André Lima

Resumo


O texto propõe um mergulho no último livro de Nicos Poulantzas acreditando que a pertinência da crítica marxista ao Estado capitalista depende do vigor de contribuições como as deixadas pelo autor em Estado, poder e socialismo. São privilegiados dois aspectos centrais do arcabouço conceitual poulantziano. Partindo da célebre categorização do Estado como “condensação material de uma relação de forças”, caberá apresentar e discutir o significado dos conceitos de condensação e materialidade. Tais categorias fornecem subsídios para compreender a forma estatal como uma relação social moldada, por um lado, pelos atributos da dominação de classe e, por outro, pela impessoalidade da forma valor


Palavras-chave


Poulantzas; Estado; capitalismo; valor.

Texto completo:

PDF

Referências


BRETTNAUER, Lars. “Materiality and condensation in the work of Nicos Poulantzas”. In: GALLAS, A., BRETTNAUER, L. et al. Reading Poulantzas, Pontypool: Merlin, 2011, pp. 72-88.

CODATO, Adriano. “Poulantzas, o Estado e a Revolução”. Crítica marxista, São Paulo, n. 27, pp. 65-85, 2008.

GALLAS, Alexander. “Reading Capital with Poulantzas: ‘form’ and ‘struggle’ in the Critique of Political Economy”. In: GALLAS, A., BRETTNAUER, L. et al. Reading Poulantzas, Pontypool: Merlin, 2011, pp. 89-106.

HEINRICH, Michael. Kritik der Politischen Ökonomie. Eine Einführung. Stuttgart: Schmetterling, 2005.

HIRSCH, Joachim & KANNANKULAM, John. “Poulantzas and form analysis: on the relation between two approaches to historical-materialist state theory”. In: GALLAS, A., BRETTHAUER, L. et al. Reading Poulantzas, Pontypool: Merlin, 2011, pp. 56-71.

JAPPE, Anselm. As aventuras da mercadoria. Para uma nova crítica do valor. Lisboa, Antígona, 2006.

JESSOP, Bob. Nicos Poulantzas – Marxist theory and political strategy. Londres: MacMillan, 1985.

KURZ, Robert. Dinheiro sem valor. Linhas gerais para uma transformação da crítica da economia política. Lisboa: Antígona, 2014.

POSTONE, Moishe. Tempo, trabalho e dominação social. Uma reinterpretação da teoria crítica de Marx. São Paulo: Boitempo, 2014.

POULANTZAS, Nicos. Pouvoir politique et classes sociales (vol. 1). 2ª edição. Paris: Petite Collection Maspero, 1972.

_____ . L’État, le pouvoir, le socialisme. Paris: PUF, 1978.

_____. “Parcours: vers un eurocommunisme problématique”. In: POULANTZAS, Nicos. Repères, hier et aujourd’hui – textes sur l’État. Paris: François Maspero, 1980, pp. 11-32.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da SEP - ISSN 1415-1979